Imagens

Saúde

Ação antisséptica do álcool-gel sobre o dedão contaminado com Rhodotorula. Abaixo, a marca do dedão. Acima, nova marca do dedão após esfregado com álcool-gel.

Avaliação do lavado das mãos através do crescimento de colônias bacterianas em um meio de cultivo. A semeadura é feita depois de esfregar as mãos com um swab. À esquerda, mãos mal lavadas. À direita, mãos bem lavadas. Download PDF 86 O lavado das mãos PDF (P) para download 356 KB

Não basta passar álcool para desinfetar as mãos quando estiverem muito sujas. Download PDF 86 O lavado das mãos PDF (P) para download 356 KB

Uma forma simples de titular um cultivo de Escherichia coli. Download PDF 87 O número de bactérias de uma cultura PDF (P) para download 231 KB

Inibição do crescimento de Escherichia coli por extratos de plantas e especiarias. Download PDF 91 Ação germicida: plantas e especiarias PDF (P) para download 282 KB

Inibição do crescimento de Micrococcus luteus por vários desodorantes. No centro, o controle. Download PDF 92 Ação germicida: os desodorantes PDF (P) para download 154 KB

Inibição do crescimento de Micrococcus luteus por vários dentifrícios. No centro, o controle. Download PDF 93 Ação germicida: os dentifrícios PDF (P) para download 308 KB

Inibição do crescimento de Rhodotorula em placas expostas à luz ultravioleta. Download PDF 94 Ação germicida: a luz ultravioleta PDF (P) para download 206 KB

Efeito de dose da água sanitária sobre Escherichia coli e Bacillus subtilis. Download PDF 95 Ação germicida: o efeito de dose de um desinfetante PDF (P) para download 191 KB

Tipificação do grupo sanguíneo ABO (Material e procedimentos). Download PDF Fisiologia: dez atividades selecionadas PDF (P) para download 662 KB

Tipificação do grupo sanguíneo ABO (Resultados). Download PDF Fisiologia: dez atividades selecionadas PDF (P) para download 662 KB

Simulação (com substâncias químicas da tipificação de hemácias do grupo sanguíneo ABO). Download PDF Fisiologia: dez atividades selecionadas PDF (P) para download 662 KB

Linha do tempo de várias doenças emergentes transmitidas pelo vetor Aedes aegypti: Febre amarela, Dengue, Chikungunya e Zika.

Observação:
YFV= vírus da febre amarela
DNV=vírus do dengue
CHIKV= vírus do chikungunya
ZIKV= vírus do Zika

O mosquito Aedes aegypti.
Macho e fêmea se alimentam de extratos vegetais. Sugando o sangue do homem e outros primatas, a fêmea obtém as proteínas necessárias para a produção de ovos.

Ciclo de vida de Aedes aegypti.

Alguns métodos de controle biológico do mosquito Aedes aegypti.

Consequências da infecção de Aedes aegypti por Wolbachia.

O controle da população de Aedes aegypti mediante a infecção por Wolbachia.

Diminuição do número de mosquitos transmissores em uma população de Aedes aegypti infectada por Wolbachia.

Controle da população de Aedes aegypti por irradiação das pupas e liberação de machos estéreis no ambiente.

Controle da população de Aedes aegypti mediante a liberação no ambiente de machos transgênicos de uma linhagem tetraciclina dependente criada no laboratório.

Licença Creative Commons
Biotecnologia: ensino e divulgação / Galerias de imagens de Maria Antonia Malajovich é licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em www.bteduc.bio.br.
Permissões além do escopo dessa licença podem estar disponíveis em maria.antonia@bteduc.bio.br.